MELHORES DO ANO 2017: TOP 30 MÚSICAS DO JAPÃO E DA COREIA (PARTE 3; 10~01)

E finalmente chegou ele, o final de todas as minhas listas de fim de ano e o meu último post de 2017: o Top 10 de músicas coreanas e japonesas. Prontos pra a revelação das melhores músicas do ano? Será que vai ter mais outra faixa de J-pop na frente de Samishii Nettaigyo????? Ou será que alguns de vocês vão querer arrancar um pedaço da minha cara como foi no Top 10 ocidental? Dessa vez eu acho que não mas nunca se sabe né.

Mas sem mais delongas, clica em “Continuar Lendo” e simbora.

10º LUGAR

CHOERRY – LOVE CHERRY MOTION

Resultado de imagem para choerry love cherry motion

Finalmente LOONA dando as caras aqui nesse top, cês tavam sentindo falta já né? 2017 foi o ano em que o LOONA desabrochou de vez trazendo várias músicas ótimas pra abençoar o nosso querido capope.

E uma das melhores delas foi ‘Love Cherry Motion’. Por mais bitter que eu estivesse quando isso aqui saiu por estar esperando algo mais maduro na vibe das irmãs de unit da Choerry, não demorou muito pra eu me entregar totalmente por essa sonoridade jovial, levemente doce e super gostosa.

Talvez parte do meu gosto por essa música venha por me lembrar bastante de umas músicas dum jogo que eu gostava muito quando criança, que é Grand Chase, que me dá toda essa ideia de conforto e calma com alegria, exatamente a mesma de ‘Love Cherry Motion’.

9º LUGAR

CLC – HOBGOBLIN

Resultado de imagem para clc mini cover

Agora se tem uma coisa que não me deixou bitter em nenhum momento é essa maravilha aqui.

CLC tava numa decaída terrível desde que debutaram lá com ‘Pepe‘, então uma mudança de imagem e sonoridade não poderia ter sido coisa melhor, ainda mais quando é pra mudar com uma possessão demoníaca do falecido 4minute no sem vida CLC, que agora, meu bem, está viveeeeeeeendo. 4minute é um grupo que faz falta pra caralho no k-pop então que maravilha que é recebermos essa ótima farofa totalmente a cara do já falecido grupinho.

Infelizmente depois disso CLC voltou com baladinha synthpop meio sem sal, indicando que se fez um exorcismo. Mas espero que aquele dance practice de ‘I Like It‘ saindo de ultima hora seja indicação que a CUBE viu que fazer exorcismo era má ideia e correu pra invocar o demônio pra possuir as pirralhinhas outra vez. Vamos ver em 2018 o que o CLC vai trazer pra a gente.

E opa, linkei ‘Pepe‘ errado ali em cima? Agora tá certo. hehehe

8º LUGAR

GFRIEND – FINGERTIP

Resultado de imagem para gfriend the awakening

Outra mudança total de sonoridade que agradou demaaaaaais foi a de GFRIEND. Tava mais que na hora delas se darem uma repaginada por já estarem fazendo muito sucesso pela Coreia e por já terem usado e abusado do aegyo.

Tá que no fim das contas isso não rendeu nos melhores resultados sucessoais e o grupo caiu de novo no aegyo nosso de cada dia sem previsão de volta, mas é o tipo de coisa que acontece quando vai testar os coreano troxa que preferem ouvir isso.

Mas de qualquer forma, musicalmente essa música com vibe meio anime de herói intergalático é definitivamente o ponto mais alto da carreira de GFRIEND. E fica aqui no meu coraçãozinho a esperança de que um dia no futuro elas façam algo fora da caixa como é ‘Fingertip’.

7º LUGAR

ODD EYE CIRCLE – GIRL FRONT

Resultado de imagem para odd eye circle mix and match album cover

Se vai ter mais LOONA???? Vai ter mais LOONA sim!! E dessa vez vocês podem até falar: “Mas essa música é a mesma coisa que ‘Love Cherry Motion’ sendo que com o tempo acelerado, pra quê ce ta colocando isso aqui????”. E bem, ‘Girl Front’ ter as mesmas qualidades que a música de Choerry não parece ser um bom motivo pra as duas estarem em posições próximas?

Mas o ponto que torna essa música tão boa, memorável e não eclipsada por Love Cherry Motion (ou agente eclipsadora de Love Cherry Motion) é exatamente essa mudança de tempo que torna a proposta da música completamente diferente. Enquanto LCM tem aquela vibe pra você dar uma relaxada bacana e curtir o tempo, ‘Girl Front’ é pra você sair correndo por aí e pulando pelos canto meu irmão.

Foi uma diferença sutil mas muito importante pra dar um gostinho de coisa nova nessa música que é sim, uma das melhores do ano e uma das melhores músicas de verão capopeiras que eu ouvi em tempos.

6º LUGAR

RED VELVET – PEEK-A-BOO

Resultado de imagem para red velvet perfect velvet cover

As Velvetas Vermelhas tiveram 3 comebacks nesse ano, o primeiro foi uma total hot mess, o segundo parecia música da cantora da Disney mas que até dava pro gasto e a terceira foi essa que é tudo o que eu queria do Red Velvet desde ‘Dumb Dumb’.

O grupo sempre trouxe músicas interessantíssimas, mas que nunca colavam comigo de primeira. ‘Dumb Dumb’ mesmo é uma bagunça completa que eu demorei 1 ano pra entender e começar a gostar. Então tudo o que eu precisava pra aceitar Red Velvet no meu coraçãozinho era uma musiquinha que eu gostasse sem precisar me esforçar, e foi isso que trouxeram com ‘Peek-A-Boo’.

Sem contar que o aclamado, o queridíssimo, o dado por defunto, Lado Velvet, ainda tá fazendo presença por aqui, por mais que misturado perfeitamente pelo Lado Red pra dar o melhor e mais literal exemplo de Lado Red Velvet que o grupo já fez até hoje. Definitivamente entrou pro Top 3 músicas do Red Velvet.

5º LUGAR

9MUSES – LOVE CITY

Resultado de imagem para 9muses love city cover

Minhas belas e amadas musas do Eleitorado Nacional me deram um susto no meio do ano lançando ‘Remember‘, uma música dramática que falta bastante appeal. Mas ces acham mesmo que elas iam simplesmente deixar o sabor de desapontamento em nossas bocas desse jeito e ir embora? Mas é claro que não. Logo em seguida as maravilhosas fizeram um repackage com um dos destaques da carreira delas: ‘Love City’.

Ela é o que 9muses sabe fazer de melhor: pegar alguma sonoridade de vertente Pop ainda não explorada pelo grupo que não tá saturada no cenário capopeiro e usar ela pra salvar o meu, o seu, os nossos ouvidos da perdiçã… digo, do Tropical House.

Sem contar que o Sojin sussurrando foi de longe um dos pontos mais altos da música e trouxe momentos orgasmicos nisso daqui junto das gurias soletrando LOVE por toda a música. Não é de Pop que tamo falando? Então vamo tascar coisas catchy pela música toda. E nesse caso deu super certo, dando naquele Pop descompromissado que anda fazendo falta no k-pop ultimamente.

4º LUGAR

IU – JAM JAM

Resultado de imagem para iu palette cover

2017 definitivamente foi o ano de IU. Demonstrou uma maturidade muito grande não só como artista mas na forma como passou a encarar a indústria fonográfica coreana, da mesma forma que esfregou na nossa cara o quão boa interprete e cantora ela é tecnicamente falando.

E o ponto alto de IU nesse ano é ‘Jam Jam’, música que brinca com um instrumental nada recheado mas cheio de elementos que conseguem prender a atenção com sua vibe airy extremamente imersiva. O melhor de tudo é a forma como a faixa cresce com uma intensidade que não deixa escapar a atmosfera usada pra iniciar ‘Jam Jam’, não tem como não se sentir voando quando chega nesses momentos.

Soa quase como um produto experimental de quão inusitados são vários momentos da música. Desde a introdução com o efeito de falha da voz de IU, até a bridge com uma mudança muito interessante de ritmo. Cada um desses detalhes foram muito bem pensados antes de ser colocado na música e entregaram o ar fenomenal que ‘Jam Jam’ tem. Definitivamente uma das músicas mais inusitadas no k-pop.

3º LUGAR

UHM JUNG HWA – DREAMER

Resultado de imagem para uhm jung hwa the cloud dream of the nine civer

A desgraçada da Uhm Jung Hwa achou que seria uma boa ideia lançar música em pleno 26 de Dezembro de 2016 ao invés de lançar logo em Janeiro de 2017, mas pouco importa por que pra mim já que essa música só teve oportunidade de fazer parte do nosso 2017 e por isso mesmo vai ficar aqui nesse top.

E uau, que música ótima. ‘Dreamer’ é um daqueles números disco de drag queen™, tipo ‘I Will Survive‘ tirando o fato de que Gloria Gaynor não é uma drag queen, que definitivamente seria um hino na comunidade gay se ela parasse de dar importância pra Dua Lipa e começasse a prestar atenção em música que preste.

A intenção de ‘Dreamer’ é extremamente direto ao ponto e consegue ser completamente eficiente no que propõe, conseguindo ser uma das melhores músicas do ano. Sem contar que isso aqui é totalmente fora da caixa né gente? Quem disse que esse tipo de Disco tava datado, não é mesmo?

2º LUGAR

KIM LIP – ECLIPSE

Resultado de imagem para kim lip eclipse cover

E cá estamos com o melhor release de LOONA do ano. Não só o melhor release de LOONA, mas um dos melhores que já vimos no k-pop em algum tempo.

‘Eclipse’ é um R&B down-tempo classy extremamente envolvente, atmosférico e diferente de muito o que é produto colocado pro nosso consumo no k-pop.

Ela pega o que Fei faz em ‘Fantasy‘, a segunda melhor música coreana de 2016, e eleva um novo nível, não deixando a música se perder apenas no clima frio, ‘Eclipse’ consegue ter um ar mais agitado sem perder toda a classe que possui.

É até difícil de descrever as características da música que a tornam tão boa, por que ela simplesmente é uma faixa extremamente bem feita do início ao fim que funciona fenomenalmente bem. Não deve ser a toa que a fucking NASA colocou essa música na playlist temática do eclipse que aconteceu esse ano. Se ainda não ouviu, ouça e tire sua prova.

1º LUGAR

BLACKPINK – AS IF IT’S YOUR LAST

SIM! Acho que por essa vocês não esperavam, mas ‘As If It’s Your Last’ foi a melhor música do k-pop em 2017 pra mim.

Eu sei que tinha feito um post esculachando a música lá na época em que ela saiu, mas honestamente isso era só eu sendo bitter em estado de negação por que BLACKPINK tinha lançado uma música melhor que a de MAMAMOO. Depois disso foi só forçação de barra da minha parte com a indicação pra ‘Pior Música do Ano’ no FQA.

A verdade é que ‘As If It’s Your Last’ é sim uma música incrível que bebe de incontáveis inspirações musicais pra compor a maravilha que ela é. Ela traça uma viagem que passa pelo Trap, pelo Samba (nós brasileiros deviamos nos sentir honrados por isso), pela Surf-music até parar no Synthpop, e cada uma dessas inserções são fenomenais por si só.

Cada momento tem um papel importante pra a faixa, mas se destacam os primeiros segundos da faixa com eletrizantes distorções característicos da música eletrônica que serve como uma divina introdução e, claro, o imersivo refrão carregado pelo doce e introspectivo sintetizador, pelo time vocal do grupo e pelo rap que consegue fechar incrivelmente bem o ciclo de ‘As If It’s Your Last’ com um sabor agridoce fenomena…… pera aí, cês tão achando MESMO que eu to falando sério????? MAS ATÉ PARECE MEUS QUERIDÕES *insira aqui grito com várias risadas que eu não quero escrever para causa surpresa no leitor que não leu esse parágrafo ainda*. É TUDO IRONIA MORES DO BEM HEHEHEHEH.

Ces acham mesmo que misturar essa caralhada de gênero num trem só pra ver se da certo, colocar uma sonoridade por 15 segundos na música só pra ela desaparecer por completo depois, ou que esse refrão porco e ofensivo pra o Synthpop são qualidades positivas????? Por que eu não acho, e ainda bem que eu não acho. Essa música foi uma bosta e continua sendo uma bosta.

Mas agora vamos falar de música de verdade. ESTÃO PRONTOS?????????????

.

.

.

.

O REAL 1º LUGAR

BIG MARVEL – FADED

faded

Há covers e covers jogados por toda a internet, mas não é qualquer um que consegue captar aquilo que todos nós admiramos e queremos: a magia do cover.

O que seria um cover mágico, afinal de contas? Seria um cover onde o artista canta exatamente da forma que o cantor original? Não, mas sim seria aquele em que o artista injeta a sua própria alma numa música já existente, aquele que consegue captar a própria identidade de quem faz o cover numa peça já criada, dando-lhe uma nova cara.

Esse é o caso do incrível coreaninho que aqui iremos chamar de Big Marvel. Ele não para entregando apenas as qualidades já citadas no seu cover, ele reinventa um gênero de uma forma jamais imaginada.

São três os instrumentos principais utilizados pra dar vida à obra: um porco de brinquedo, um pato de brinquedo e uma galinha… de brinquedo. Todos esses instrumentos, porém, apresentam uma característica que parece simplória, mas não aos olhos de Big Marvel: todos emitem som, um som que por todos esses anos foi criminosamente ignorado pela indústria fonográfica, mas Big Marvel veio aqui para mudar tudo.

Tendo ‘Faded‘ de Alan Walker como plano de fundo para realizar seu ato artístico, ele utiliza dessas 3 incríveis ferramentas e compõe um arranjo único, jamais testemunhado antes, que alcança extrema emoção com o posicionamento cada um dos brinquedos no seu momento certo.

O início melancólico apresentando os graves do porco, que logo em seguida é acompanhado pelo pato que carrega a bridge com uma maestria exuberante, só pra chegar num dos pontos altos da música: os tocantes e transcendentais Whistles da galinha. Mas nenhum desses três momentos se compara com o final, onde os três instrumentos se encontram para dar um fim épico ao cover. É de uma profundidade colossal que tira o fôlego e leva lágrimas aos olhos.

Esse foi um passo arriscado dado por Big Marvel, mas que deu certo, resultando num cover que carrega o espírito do artista de uma forma indescritível junto de elementos avant-garde nunca antes vistos utilizado na música mundial! Definitivamente o maior destaque do ano, se não uma das maiores músicas da década junto da transcendental PPAP.

Caso tenham gostado do trabalho de Big Marvel, e eu sei que vocês gostaram, aconselho a acessarem o seu canal do YouTube que é repleto de covers que seguem esse mesmo estilo, mas que não consigam chegar aos pés da progressão épica de ‘Faded’. Honestamente, se eu fosse totalmente justo seguisse à risca a ideia de colocar as melhores músicas do ano nessa lista, todas as posições do meu Top 30 estariam preenchidas por covers do Big Marvel, mas eu achei que seria melhor dar espaço também para outras artistas menos importantes e me limitei a apenas uma posição. É a vida.


rs

Feliz ano novo ❤

TOP OCIDENTAL: PARTE 1, PARTE 2, PARTE 3

TOP COREIA/JAPÃO: PARTE 1, PARTE 2

13 comentários em “MELHORES DO ANO 2017: TOP 30 MÚSICAS DO JAPÃO E DA COREIA (PARTE 3; 10~01)

      1. li sim amigo, é sua lista, entendo isso, mas novamente indago “As If It’s Your Last? 🤔🙄”, rs. No mais.. feliz 2018, rs, mas… é As If It’s Your Last mesmo?!? rs

        Curtir

  1. Quando eu comecei a ler sobre As if its your last, eu tive que acreditar em meus instintos e achar que era mentira ;u;. Mds, que música ruim.

    Se n fosse mentira, eu ia te exorcizar que nem a Cube :v.
    Adorei a Kim Lip em segundo lugar sz

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s