MELHORES DO ANO 2017: TOP 30 MÚSICAS DO JAPÃO E DA COREIA (PARTE 1; 30~21)

Opa, eu disse que esse post ia sair ontem??? Eu não to lembrado disso não… rçrçrçr

Mas brincadeiras a parte, achei melhor deixar um dia de descanso entre o top ocidental e o de músicas japonesas/coreanas só pra dar mais pique pro último top 10 que eu postei até hoje.

De qualquer maneira, estão prontos pra mais uma rodada de Melhores do ano aqui no MAIMYU??? Pois então clique aí em “Continuar Lendo” e vamo que vamo.

30º LUGAR

SONAMOO – I (KNEW IT)

Resultado de imagem para sonamoo happy box 2 cover

Ame ou odeie, 2017 foi o ano de Despacito, e obviamente o k-pop não ia perder a oportunidade de pegar a sonoridade do maior hit do ano pra si.

E dessas coisas Latin Pop saídas na Coreia o destaque fica com SONAMOO, que ao invés de trazer uma música com a mesma cara de Despacito, optaram por buscar inspirações no Tango e leva-las pra ‘I (knew it)’, o que deixou um ar bem mais interessante e diferente nessa música que é definitivamente a melhor de SONAMOO até hoje.

29º LUGAR

DREAMCATCHER – SLEEP-WALKING

Resultado de imagem para dreamcatcher the prequel

O Dreamcatcher já tava categorizado como um grupo de gurias demoníacas que vaziam um metalzão otaku de agradar qualquer k-popper, então ver elas fazendo uma música eletrônica assim tão de repente foi uma surpresa. E ao invés de ser daquelas desagradáveis e forçadas acabou sendo uma muito bacana.

Não parece ser a tarefa mais fácil engolir um popzão eletrônico vindo do Dreamcatcher, mas esse definitivamente não foi o caso com ‘Sleep-walking’, que não só mesclou bem com o grupo como também é competentíssima no papel que foi dado a ela.

28º LUGAR

BOA – CAMO

Resultado de imagem para boa camo

BoA é um daqueles exemplos de ato capopeiro dos grandes que eu nunca cheguei a me aprofundar demais, até por que músicas feito ‘Only One‘ não me interessaram muito.

Mas isso mudou com ‘CAMO’, um Pop maduro que tem uma pegada eletrônica ótima e que, por algum motivo estranho, não é usado e abusado por cantoras Pop mundo afora. Esse tipo de sonoridade é perfeita pra mostrar que se tá numa fase mais adulta da carreira mas sem perder proximidade com o Pop, e BoA soube usar isso muito bem.

27º LUGAR

WEDNESDAY CAMPANELLA – IKKYU-SAN

Resultado de imagem para wednesday campanella superman

Suiyoubi no Campanella era mais admirado por mim pelo eletrônico fora da caixa e até estranho que normalmente fazem, tipo ‘RA‘ ou ‘Kamehameha Daio‘, mas não é que eles conseguiram deliverar uma música calminha e gostosa decentemente?

‘Ikkyu-san’ ainda lembra um pouco a vibe de ‘Match Uri no Shoujo‘, mas aqui ela é menos intensa e sem esses breaks estranhos no meio da música, e funcionou muito bem. Não é lá dos maiores destaques de Wednesday Campanella mas não deixa e ser muito boa, afinal quem não quer ouvir a KOM_I falando “QUE CACETEEEEEEE” repetidas vezes???

26º LUGAR

GIRLS’ GENERATION – ALL NIGHT

Imagem relacionada

O enfim retorno de SNSD antes do que pode ser o fim dessa unidade de fato aconteceu nesse ano, trazendo um álbum que condiz sonoramente com a idade do grupo, a saída de 3 integrantes e uma música ótima.

Eu sei que na época que ‘All Night’ saiu eu falei que não achava a música grande coisa, mas com o passar do tempo minha opinião mudou e sim, essa pegada House retrô acabou me conquistando. Esse definitivamente é o melhor single de SNSD de tempos, perdendo pra ‘I Got A Boy’ na biblioteca de singles de 2013 pra cá. Espero que não morram.

25º LUGAR

PRISTIN – WE LIKE

Imagem relacionada

E como todos sabemos, quando uma nova suprema surge a anterior vai ficando cada vez mais fraca. Não que Pristin consiga chegar às unhas dos pés de SNSD, mas é inegável que PRISTIN tá seguindo os passos das SoShis sonoramente, o que é ótimo visto que a gente tá numa falta dessas músicas despretensiosas, coloridas e divertidas que uma vez já foram referência quando o assunto era girlgroups de k-pop. E ‘We Like’ é nada mais nada menos que uma música dessas que dá certo desde os grudentos DUDUDDUUDU até o refrão catchy.

24º LUGAR

ASTRID HOLIDAY – NEW BEGINNING

Resultado de imagem para astrid holiday new beginning

Os Stations da SM em 2017 trouxeram umas cantoras nada coreanas fazendo música por lá, mas que não deixa de ser k-pop por ter sido produzido por coreanos e ter sido distribuído numa mídia coreana, certo?

E que musiquinha deliciosa, ela é de dar inveja em qualquer Harry Styles da vida que não conseguiram trazer um climinha maravilhoso desses em nenhuma de suas músicas Indies.

23º LUGAR

FLOWER – TAIYOU NO ELEGY

Imagem relacionada

Eu definitivamente não sou a melhor pessoa pra se falar de Flower, essa foi a primeira música delas que eu realmente tive o interesse de ouvir com mais anteção, e não é por pouco.

‘Taiyou no Elegy’ tem uma carga dramática muito forte que não se vê muito no Pop. Amo de paixão como os violinos são usados no refrão daqui, sem eles a faixa não ia ter metade da força que tem. E claro, os vocais disso aqui são maravilhosos.

Meu único defeito dessa música são esses versos completamente monótomos e sem um pingo de emoção. Se eles tivessem sido pensados melhor pra acompanhar o refrão incrível quem sabe a música não pegasse um top 10?

22º LUGAR

OH MY GIRL – COLORING BOOK

Resultado de imagem para oh my girl coloring book

SIM! Essa foi uma das melhores músicas de 2017. E embora eu possa entender por que de algumas pessoas acharem isso aqui coisa demais, não é como se a gente já não tivesse exemplos disso no k-pop de músicas aclamadíssimas inclusive.

O que eu gosto em ‘Coloring Book’ é todo esse clima absurdamente over the top de felicidade e empolgação. É definitivamente uma das músicas mais divertidas do ano, uma das melhores de Oh My Girl, e o melhor pop colorido do ano.

21º LUGAR

AI – WONDERFUL WORLD FEAT. HIMEKAMI

Resultado de imagem para ai wa to yo

Eu nunca tinha ouvido falar da AI antes, então foi uma surpresa muito agradável conhecer ela a partir do “Wa to Yo”, álbum super bacana. O maior impacto que tive ao ouvir ele definitivamente foi na primeira música, ‘Wonderful World’, engloba todas as melhores qualidades do álbum.

Os vocais graves e únicos de AI trazem um sabor muito bom à coisa toda, mas o que destaca a música mesmo é essa junção inusitada de música tradicional asiática junto de uma vibe R&B carregada pelos vocais e outros elementos do instrumental. Deu numa música bem introspectiva e excelente.


E aí? Curtiram a primeira listinha de músicas japonesas e coreanas? Comenta aí embaixo o que acharam e apareçam aqui amanhã que vai ter a continuidade com o Top 20!!! E dessa vez sem enrolação hehehe.

SEGUNDA PARTE

Anúncios

5 comentários em “MELHORES DO ANO 2017: TOP 30 MÚSICAS DO JAPÃO E DA COREIA (PARTE 1; 30~21)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s