MELHORES DO ANO 2017: TOP 30 MÚSICAS DO OCIDENTE (PARTE 3; 10~01)

O momento chegou, a relevação das 10 melhores músicas ocidentais está apenas a um clique de distância!!! Prontos pra contemplar um Top 3 extremamente divisor de opiniões? Então aperta aí em “Continuar Lendo” e entre em contato com o melhor do melhor de 2017!!!

Continuar lendo “MELHORES DO ANO 2017: TOP 30 MÚSICAS DO OCIDENTE (PARTE 3; 10~01)”

Anúncios

MELHORES DO ANO 2017: TOP 30 MÚSICAS DO OCIDENTE (PARTE 1; 30~21)

Mas olha só quem tá fazendo presença em pleno natal. Não, não é o Papai Noel nem Jesus Cristo, sou euzinho MIUMIU DE BJORK MELLO pra finalmente dar início à retrospectiva de 2017, onde eu ranqueio pra vocês os destaques do ano!!!

Ano passado eu tava cheio de firulinha pra introduzir esses posts, mas ninguém aqui quer saber de firulinha né? Pois pode meter o dedo aí nesse continuar lendo e bora ver as minhas opiniões pessoais™ a respeito das melhores músicas de 2017!!!

Continuar lendo “MELHORES DO ANO 2017: TOP 30 MÚSICAS DO OCIDENTE (PARTE 1; 30~21)”

MAIMON(th) #3: OUTUBRO 2017 – TWICE, TAEMIN, DARK SARAH, Camila Cabello e outras pessoinhas

oi gente sou eu miumiu ….caraca q calor …..affff , vamos beber bastante liquido . OUVIR FAROFAAAA

Pois é gente, o fim de outubro já chegou e com ele vem o nosso terceiro pacotão mensal aqui do MAIMYU. Nesse mês a quantidade de k-pop bacana que saiu da pra contar nos dedos,  mas não vão achando que tem pouco conteúdo pra comentar nesse post não, por que saiu bastante coisa em outubro ao redor do mundo. Então simbora que a gente tem muito o que conversar:

TAEMIN ESTAVA INDECISO SE FICAVA NU OU VESTIDO. SOLUÇÃO: FEZ OS DOIS AO MESMO TEMPO

Continuar lendo “MAIMON(th) #3: OUTUBRO 2017 – TWICE, TAEMIN, DARK SARAH, Camila Cabello e outras pessoinhas”

Review: Lindsey Stirling – Brave Enough [Álbum]

Lindsey Stirling é uma artista incrível. Desde seu ótimo e auto-intitulado primeiro álbum de estúdio, ela vem trazendo ótimas músicas instrumentais para abençoar nossos ouvidos. Então, o hype pra qualquer álbum dessa mulher é inevitável.

Resultado de imagem para lindsey stirling brave enough

Sendo a artista pop em crescimento que é, a violinista anda mostrando um interesse em não apenas trazer melodias bacanas em seus albuns, mas também colocar mais significado em suas músicas e os transparecer com seu violino. Ela já conseguiu fazer isso algumas vezes, mas isso nunca foi algo explorado em todo um álbum dela.

E agora surge uma grande possibilidade dessa forma de exploração surgir com muito mais força, já que Lindsey volta à compor com sede de expressão. No Brave Enough ela intende em por em cada música algum conflito interno seu que precisa ser quebrado pra que ela possa, enfim, ser valente, valente o suficiente pra passar por aquilo.

A decisão por esse conceito foi muito impactada pela morte do tecladista e melhor amigo de Lindsey, Gavi, que morreu de câncer em 2015 quando Lindsey estava começando a preparar esse álbum. Esse fato colocou Lindsey em uma posição muito obscura onde ela viu a necessidade de ser brava o suficiente pra superá-la. Inspirada por isso, Stirling quer compor sobre situações de sua vida onde ela foi posta nessa situação de escuridão, e é isso que veremos aqui.

Continuar lendo “Review: Lindsey Stirling – Brave Enough [Álbum]”

Um monte de coisa ocidental que saiu faz tempo mas que eu não comentei até agora

Como já deve ser muito bem sabido por todos vocês que acompanham esse blogzinho, eu sou uma pessoa muito responsável que sempre tá aqui comentando as pautas relevantes do cenário popeiro e kapopeiro assim que eles acontecem. Só tem o detalhe de que na verdade EU NÃO FAÇO NADA DISSO. Por conta disso, um monte de pauta relevante passou da data de validade pra receber post por eu ficar enrolando a postar.

Mas quem disse que esse blog tem regras e deixa de postar sobre um tema interessante só por que ninguém se importa mais com ele, não é mesmo? Não sou eu que to enrolando até agora pra finalizar a review de um álbum que saiu ano passado??? Pois bora lá que é agora mesmo que vou comentar sobre todas essas coisas interessantes que saíram “recentemente” no Ocidente.

Miley Cyrus voltou a ser santa, pura e devota a Jeová

Continuar lendo “Um monte de coisa ocidental que saiu faz tempo mas que eu não comentei até agora”

TAG: Idol Pra Toda Hora

ADIVINHA QUEM FOI MARCADO NUMA TAG????? ISSO MESMO, EUZINHO.

Fui marcado por ninguém mais, ninguém menos, que o senhorito Adriano do ~The Misconceptions Of Myself~. E vou logo falando que foi ele e o monsieur Dallas do Delírios da Madrugada que deram a luz à essa TAG (meus parabéns aos pais, inclusive).

Tá bom, mas como é que funciona esse negoço?

Foram dadas 10 situações pra mim (que são situações padrões da TAG mesmo), e eu preciso escolher um Idol coreano pra me acompanhar em cada uma dessas situações. A única regra disso aqui é que preciso justificar minha escolha, de resto tá tudo livre.

Então como tá tudo livre, eu vou avacalhar a parte do Idol coreano e vou botar Idol de todos os cantos do mundo mesmo por que se não eu não ia fazer o requisito. Não conheço muito Idol não, aí já viu, né?

Então simbora com isso.

Continuar lendo “TAG: Idol Pra Toda Hora”

O que eu estava ouvindo durante o hiato (Parte 2)

Depois de uma penca de k-pop (e Estelle rainha) no último post, agora vamo diminuir o ritmo dos queridos coreanos e abrir espaço pra o resto do mundo. Mas não chorem, caros capopeiros, seu bias ainda vai ter chance de aparecer por aqui.

E agora que eu completei a árdua tarefa de escrever uma introdução pra um post que JÁ FOI INTRODUZIDO, hora de contar que eu estava ouvindo…

BLACK PINK DIVISOR DE OPINIÕES, GANHADOR DE MILHÕES E DESTRUIDOR DE 2NE1’S

Continuar lendo “O que eu estava ouvindo durante o hiato (Parte 2)”