MELHORES DO ANO 2017: TOP 30 MÚSICAS DO OCIDENTE (PARTE 3; 10~01)

O momento chegou, a relevação das 10 melhores músicas ocidentais está apenas a um clique de distância!!! Prontos pra contemplar um Top 3 extremamente divisor de opiniões? Então aperta aí em “Continuar Lendo” e entre em contato com o melhor do melhor de 2017!!!

Continuar lendo “MELHORES DO ANO 2017: TOP 30 MÚSICAS DO OCIDENTE (PARTE 3; 10~01)”

Anúncios

MAIMON(th) #3: OUTUBRO 2017 – TWICE, TAEMIN, DARK SARAH, Camila Cabello e outras pessoinhas

oi gente sou eu miumiu ….caraca q calor …..affff , vamos beber bastante liquido . OUVIR FAROFAAAA

Pois é gente, o fim de outubro já chegou e com ele vem o nosso terceiro pacotão mensal aqui do MAIMYU. Nesse mês a quantidade de k-pop bacana que saiu da pra contar nos dedos,  mas não vão achando que tem pouco conteúdo pra comentar nesse post não, por que saiu bastante coisa em outubro ao redor do mundo. Então simbora que a gente tem muito o que conversar:

TAEMIN ESTAVA INDECISO SE FICAVA NU OU VESTIDO. SOLUÇÃO: FEZ OS DOIS AO MESMO TEMPO

Continuar lendo “MAIMON(th) #3: OUTUBRO 2017 – TWICE, TAEMIN, DARK SARAH, Camila Cabello e outras pessoinhas”

Uns comentários sobre uns vencedores do Grammy 2017

E eis que o Grammy de 2017 aconteceu, aquela premiação lá que é difícil de se levar a sério por coisas como 1989 levando o prêmio de melhor álbum do ano e Thinking Out Loud sendo considerada a melhor canção do ano.

Mas quem é que se importa com os deslizes do Grammy quando se tem a oportunidade de torcer pra que suas favoritas levem o trocinho de ouro e de xingar bem muito os outros quando nossas favoritas não vencem??? Não é isso que buscamos em premiações????

Então cá estou eu, essa pessoa tão conceituadíssima na arte sonora e que tem muita moral pra falar mal ou bem das escolhas do Grammy (PFFFFFFFFFFF), pronto pra dar meus pitacos pessoais sobre uns dos vencedores dos troço lá. E os pitacos são só sobre alguns vencedores mesmo por que eu sou tão conceituado que não ouvi nem metade das pessoas que foram indicadas.

Continuar lendo “Uns comentários sobre uns vencedores do Grammy 2017”

O impressivo Metal Cinemático de Dark Sarah

EU SEI. EU SEI. É TIPO O PRIMEIRO POST SOBRE METAL AQUI NO BLOG ONDE TEM 7278491721 OUTROS POSTS DE K-POP E OUTRO DE BRITNEY SPEARS, E VOCÊ ESTÁ TÃO SURPRESO QUANTO EU POR EU ESTAR FAZENDO ISSO AQUI.

Mas gente, serião, isso aqui é necessário. Eu tava até pensando em jogar isso no “O que eu estava ouvindo durante o hiato”, mas esse ato aqui merece ser devidamente bem tratado.

Resultado de imagem para dark sarah the puzzle
Vocês podem tirar onda a vontade dessa imagem, mas foi ela que me fez conhecer essa danada. Fiquei intrigado pela weirdness/low budget/beleza disso aí e fui atrás de saber sobre o que se tratava.

Estou falando de “Dark Sarah”, uma finlandesa banda de metal (estranho falar que é banda sendo que o nome dela é um nome próprio) que consiste da incrível vocalista Heidi Parviainen, e outros talentosíssimos senhoritos nos instrumentos cujos quais não sei o nome. risos

Aí vocês me perguntam: “Por que DIAXOS você está dando uma foda pra uma banda de metal? Você secretamente curte metal?”. E a resposta é: eu não sou o maior escutador de metal. Porém, eu não exclua nenhum gênero músical de uma possível ouvida por acreditar que qualquer um deles possa trazer algo de bom pra mim, por mais que eu tenha minhas preferências. E eu estou dando uma foda por que essa banda aqui em especial me chamou a atenção com o seu mais novo álbum, “The Puzzle”.

Sendo bem sincero, eu não sei exatamente até que ponto podemos falar que “The Puzzle” é um álbum de metal mesmo. Quer dizer, tem muitos elementos de metal em suas músicas, mas além deles também temos MUITOS outros que quase camuflam os anteriores. Daí surge o termo “Metal Cinemático” usado por Dark Sarah para definir sua música, termo esse que eu acho ser o melhor a definir tais músicas. E são esses elementos que falei aí que me chamaram a atenção, eles fazem toda a diferença e dão uma sonoridade única ao som do grupo.

Além disso, “Dark Sarah”, que tem 2 álbuns em seu catálogo, conta a história de ninguém mais ninguém menos que Dark Sarah em suas músicas. Ela é uma personagem fictícia aí que vive altas travessuras envolvendo ela ter sido deixada no altar pelo seu noivo e se tornando a SARAH TREVOSA QUE QUER SE VINGAR DO NOIVO MALDITO MWAHAHAHAHA (no primeiro álbum) e depois indo pro limbo por que alguma arvore mística quebrou a alma dela em pedaços (no segundo). Muito divertida a vida da Dark Sarah, ein?

Enfim, sem mais delongas, vamos para a música.

Continuar lendo “O impressivo Metal Cinemático de Dark Sarah”