MELHORES DO ANO 2017: TOP 30 MÚSICAS DO OCIDENTE (PARTE 3; 10~01)

O momento chegou, a relevação das 10 melhores músicas ocidentais está apenas a um clique de distância!!! Prontos pra contemplar um Top 3 extremamente divisor de opiniões? Então aperta aí em “Continuar Lendo” e entre em contato com o melhor do melhor de 2017!!!

Continuar lendo “MELHORES DO ANO 2017: TOP 30 MÚSICAS DO OCIDENTE (PARTE 3; 10~01)”

Anúncios

MAIMON(th) #4: NOVEMBRO + 1/3 DEZEMBRO 2017 – RED VELVET, EXID, GUGUDAN, BJORK e uma galerinha a mais

OPAAAAAAAA VOCÊS ACHARAM QUE EU NÃO IA MAIS POSTAR ESSE TROÇO NÉ???? POIS VEJAM SÓ QUEM ESTAVA ENGANADOO NYEHEHEHEHEH.

Isso aí queridões, depois de 11 fucking dias de atraso eu decidi ENFIM trazer pra vocês mais uma retrospectiva do mês que passou. A essa altura do campeonato já recebi 10 e-mails da YG pedindo pra eu entrar na equipe de marketing deles, mas como não sou bobo nem nada também estou atrasando pra responder eles, aposto que se responder na hora eles desistem de me contratar.

Enfim, como já estamos em 1/3 do mês mais parado do ano musicalmente falando (ao menos que você curta uns Jingle Bell Rock), por que não comentar o que saiu desde o início de novembro até o dia de hoje?? Assim, não é muito acrescimo e eu não sei sobre o que eu vou falar em janeiro, mas eu me preocupo com isso depois de pular as 7 ondinhas rçrçr.

Sem mais delongas, bora lá começar esse trem?

O SALTO ALTO DE ICIA ESTAVA TRISTINHO, FAZENDO-AS COMPOR UMA MÚSICA INSPIRADA NELE

Continuar lendo “MAIMON(th) #4: NOVEMBRO + 1/3 DEZEMBRO 2017 – RED VELVET, EXID, GUGUDAN, BJORK e uma galerinha a mais”

Um monte de coisa ocidental que saiu faz tempo mas que eu não comentei até agora

Como já deve ser muito bem sabido por todos vocês que acompanham esse blogzinho, eu sou uma pessoa muito responsável que sempre tá aqui comentando as pautas relevantes do cenário popeiro e kapopeiro assim que eles acontecem. Só tem o detalhe de que na verdade EU NÃO FAÇO NADA DISSO. Por conta disso, um monte de pauta relevante passou da data de validade pra receber post por eu ficar enrolando a postar.

Mas quem disse que esse blog tem regras e deixa de postar sobre um tema interessante só por que ninguém se importa mais com ele, não é mesmo? Não sou eu que to enrolando até agora pra finalizar a review de um álbum que saiu ano passado??? Pois bora lá que é agora mesmo que vou comentar sobre todas essas coisas interessantes que saíram “recentemente” no Ocidente.

Miley Cyrus voltou a ser santa, pura e devota a Jeová

Continuar lendo “Um monte de coisa ocidental que saiu faz tempo mas que eu não comentei até agora”

Paramore oficialmente abandona o rosque emo e rebelde com Hard Times. Trouxe uma de suas melhores músicas em tempos.

Que Paramore não quer mais ser a banda de adolescentes rebeldes que vão estourar seus ouvidos com guitarras barulhentíssimas já não é novidade desde que o último álbum deles saiu. O negócio agora era saber se eles iam conseguir manter uma sonoridade bacana com isso.

Convenhamos, por mais que o álbum auto-intitulado deles tenha sido bem competente (e, como um todo, o melhor álbum deles pra mim), as músicas por si só não tinham todo aquele apelo que a banda tinha com outras faixas tipo Decode, Misery Business, Fences e por aí vai. Só compara Ain’t It Fun, Now e Still Into You com essas daí que você vai perceber a diferença.

É com a responsabilidade nas costas de manter essa sonoridade mais divertida e deixar ela com a força de faixas anteriores que Paramore voltou. E olha…

Continuar lendo “Paramore oficialmente abandona o rosque emo e rebelde com Hard Times. Trouxe uma de suas melhores músicas em tempos.”